Finanças pessoais e qualidade de vida do colaborador no trabalho: caso de uma IES em Nacala Porto

Agostinho Valente Macane, Heuler Caetano, Alba Mate

Resumo


O artigo versa sobre as Finanças Pessoais e Qualidade de Vida do Colaborador. Os problemas financeiros criam várias preocupações, desde económicas a sociais, tais como: desmotivação no desenvolvimento das actividades profis- sionais, estresse, para além de prejudicar o lazer, a qualidade da alimentação e educação dos filhos, influenciando nos níveis de satisfação e de bem-estar dos colaboradores. Partindo desse argumento, este estudo tem por objectivo responder à seguinte pergunta: existe uma relação entre os factores e as di- mensões que compõem o consumismo, a propensão ao endividamento e a qualidade de vida dos colaboradores? Em termos metodológicos, a pesquisa seguiu uma abordagem quantitativa, por meio de uma survey, tendo o ques- tionário como instrumento de colecta dos dados. Para o processamento e a análise destes, utilizou-se o Statistical Package for the Social Sciences (SPSS). Os resultados demonstraram que, embora os colaboradores entrevistados tenham um nível de formação superior e rendimento familiar, estes não têm o hábito de poupar e planeamento financeiro, gastam mais do que ganham, criando, assim, espaço de recorrer a empréstimos e, consequentemente, bai- xa qualidade de vida no trabalho.

Palavras-chave: Finanças Pessoais; Qualidade de vida; Colaborador


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.